A História do Vidro – parte 1

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O vidro está presente em todo lugar: nos prédios, carros, celulares, espelhos e nas nossas janelas, claro. Mas nem sempre foi assim. Analisando a história da humanidade, a invenção do vidro como o conhecemos hoje é muito recente. Hoje vamos contar a história do vidro!

Prédio moderno com fachada de vidro

Quando o vidro foi descoberto?

O vidro foi descoberto por volta de 5000aC, quando antigos mercadores fenícios fizeram uma fogueira na praia e utilizaram blocos de nitrato de sódio para apoiar suas panelas. Acredita-se que a areia e o nitrato de sódio sob a alta temperatura originaram o vidro pela primeira vez, feito por humanos. Mas a história do vidro é muito mais antiga. Anteriormente ele já existia de forma natural e era utilizado pelos homens pré-históricos para confecção de facas, ferramentas e amuletos. De forma natural o vidro pode surgir após erupções vulcânicas, descargas elétricas de tempestades e até por quedas de meteoritos. Mesmo na lua existe vidro, como foi confirmado numa amostra trazida pela tripulação da Apollo-14.

Primeira confecção de vidros no Egito

Os egípcios fabricaram vidro oco pela primeira vez por volta de 1500aC. Primeiramente em Thebes, acreditam os estudiosos. O mais antigo recipiente de vidro conhecido é um cálice de 1450aC. Tem o nome do faraó egípcio Tutmés III e está exposto em um museu em Monique, na Alemanha.

Os artesãoes egípcios desenvolveram um método para fazer potes de vidro nessa época. Primeiramente eles mergulhavam um molde de areia em vidro fundido. Logo depois, giravam o molde para que uma camada de vidro se formasse na superfície do mesmo. Posteriormente desenrolavam o vidro quente em uma laje de pedra plana. Por fim, moldavam o vidro em taças e outros recipientes.

A primeira receita de vidro

Surpreendentemente a primeira receita conhecida de vidro remonta a 658aC. As instruções estão em tábuas da biblioteca do rei assírio Assurbanipal. Lá está escrito:

“Pegue 60 partes de areia, 180 partes de cinzas de algas marinhas e 5 partes de giz e você terá vidro.”

Naquele tempo os artesãos já trabalhavam cada vez mais com o vidro e criaram novas técnicas de fusão. As pessoas usam essencialmente as mesmas matérias-primas atualmente, apenas em proporções diferentes.

Fabricação de vidro na antiguidade

A descoberta de que o vidro também pode ser soprado se deu por volta do ano 27aC a 14dC, por artesãos sírios na região de Sídon. A forma do tubo usado para soprar o vidro mudou pouco desde então. Os romanos usaram essa técnica em conjunto com moldes para fazer vidro de diferentes formatos. Ao passo que a confecção do vidro ganhava importância, os romanos a difundiram cada vez mais. A princípio no comércia da região mediterrânea e Europa Ocidental e posteriormente até para a China.

Vidros no Império Romano

Coliseu do Império Romano

O vidro incolor foi derretido pela primeira vez em Alexandria por volta de 100dC. Com as temperaturas mais altas e melhor controle no aquecimento, a qualidade do vidro também aumentou. Então, os arquitetos do Império Romano usaram painéis de vidro fundido em janelas pela primeira vez. Em princípio a qualidade óptica não era muito boa, mas edifícios e vilas importantes logo exibiam janelas de vidro como adornos.

Após o declínio do Império Romano, o desenvolvimento do vidro parou. Em seguida, também as fábricas de vidro germânicas perderam seu design elaborado e delicadeza. Do mesmo modo as pessoas não desenvolveram novas técnicas de confecção e decoração, sendo que muitas até se perderam. Eventualmente, mesmo os óculos ficaram cada vez mais simples.

História do vidro na Idade Média

Confecção de vidro oco soprado

No século XI surgiram novas técnicas de produção de vidro. Assim, as pessoas tinham vidros planos parecidos com os vidros modernos pela primeira vez. O vidro fundido era soprado formando uma esfera. Logo após, era girado para formar um disco ou um cilindro. Por fim o resultado era colocado num forno e deixado para estender.

Nesse tempo e também nos dias de hoje as técnicas de fabricação de vidro são protegidas como segredo industrial. Certamente isso fez com que elas tenham demorado mais a se difundir. Roubo e suborno fizeram parte dessa história.

A história dos vidros modernos deixarei para a parte 2. Aguardem!

Referências:

Revista Vidro Impresso
Wissens Wertes: Woher kommt das Glas?
Focus DE: Seit wann gibt es Glas?
Fenster Norm